Situações da vida Real - Valor da Pressão "Ideal"

Situações da vida Real - Valor da Pressão "Ideal"

“Doutor, ouvi nos meios de comunicação que 12 x 8 voltou  a ser a pressão arterial ideal. É isso mesmo? ”

Vamos à resposta:

o que aconteceu na verdade é que esse valor nunca deixou de ser considerado como o valor ideal de pressão para se ter. Costumo dizer que se desejar viver muito, tenha durante sua vida uma média de pressão de 12x8. O que aconteceu foi que depois das publicações das últimas diretrizes internacionais (a nossa, será a sétima, sairá no ano de 2016), houve um indicativo de mudança de metas.

O que quer dizer isso? Para indivíduos hipertensos em tratamento a meta passou para 14x9 em quase todas diretrizes. Esse valor se baseia em evidências. Quando se tentou baixar muito a pressão, especialmente de diabéticos e doentes com as chamadas coronariopatias, houve prejuízo. As pessoas tiveram mais enfartes nessas situações.

Então, no último ano o conceito de “quanto menos, melhor” ficou um tanto que abandonado, e o referencial novo foi: “pressão quando mais precocemente for tratada melhor.”

Havia um grande estudo em evolução nos Estados Unidos, que tentava responder se esse conceito de “quanto menos, melhor” havia caducado. O Estudo foi denominado SPRINT, e os seus resultados embora ainda não totalmente revelados, foram divulgados por todos os meios de comunicação. O dado mais relevante é ter sido interrompido 3 anos antes de ter sido concluído, por ter apresentado vantagens em se levar as pessoas para essa meta 12x8 (120 x 80).

Vamos aguardar a publicação completa do SPRINT para se ter a informação de que o quanto menos melhor voltou com toda força

De uma coisa fico convencido: "A medicina é mesmo a ciência das verdades transitórias".

Marco Mota      
(CRM 718 – AL) Professor Titular de Cardiologia da Faculdade de Medicina da UNCISAL

 

Voltar à vista geral